Logo Maestrick

Maestrick_2016_Low

Em 2011 a banda de rock/metal progressivo Maestrick presenteou o mercado da música com uma obra de valor inestimável. O álbum “Unpuzzle!” reuniu 11 faixas de uma musicalidade genial, com referências a movimentos artísticos como o surrealismo e diálogos com vários segmentos como o cinema, pintura, literatura, dança e artes cênicas. Os próprios músicos do Maestrick intitularam seu trabalho na época como uma “aquarela musical”.

“Unpuzzle!” foi excepcionalmente bem recebido pela imprensa especializada na época. O álbum foi eleito um dos “Melhores do Ano” em simplesmente todas as eleições realizadas entre leitores de revistas e sites especializados. Com o lançamento na Europa, EUA e Ásia em 2013 pela Power Prog Records, o disco também chegou à imprensa internacional e conquistou os críticos, recebendo declarações como “Obra de Mestre” (Stormbringer – Alemanha), “Fascinante” (Metal Temple – Grécia) e “Único” (Lady Obscure – EUA).

Depois da turnê de divulgação de “Unpuzzle!”, que incluiu duas apresentações inesquecíveis nos festivais Roça ‘N’ Roll em Varginha/MG e ProgFest II em Lima, no Peru, o Maestrick passou a se dedicar ao processo de composição de seu segundo e novo disco.

Previsto para o segundo semestre de 2016, o novo álbum da banda já está sendo gravado no Rush Studios em Bebedouro/SP e terá a produção de ninguém menos que Adair Daufembach, um dos mais respeitados produtores contemporâneos que já assinou trabalhos do Project46, John Wayne, Hangar, Trayce, Hevilan, entre outros. O disco ainda não tem título definido, mas será conceitual e dividido em duas partes.

Mas para não deixar os fãs sem novidades até o lançamento do novo de estúdio, o Maestrick decidiu resolver o problema prestando uma justa homenagem àquelas bandas que mais lhe influenciou. Trata-se do EP “The Trick Side Of Some Songs” que reúne novas versões que o Maestrick fez para clássicos dos Beatles, Yes, Pink Floyd, Queen, Rainbow e Jethro Tull.

De acordo com o baixista Renato Montanha, a intenção com “The Trick Side Of Some Songs” é tão legítima que faz o EP ter o mesmo peso na discografia que teria um álbum completo.
“A ideia do EP surgiu da necessidade de testarmos gravar coisas novas e de mostrarmos algumas das nossas influências e como representam na nossa forma de pensar, musicalmente falando, antes de iniciarmos a gravação do nosso novo álbum. A escolha das músicas que estão presentes no EP só mostra o respeito e a vontade de buscar inspirações com os “pais e avós” das bandas mais atuais, para assim podermos assimilar e transformar todas essas informações em um grande material para nos inspirar, além de nos ajudar na transição como músicos do Unpuzzle! para o novo disco.”

Nada feito pelo Maestrick é previsível, de forma que o ouvinte pode esperar tudo de “The Trick Side Of Some Songs”, menos cópias idênticas das composições originais. Isso seria impossível para músicos tão dedicados desde os mais minuciosos detalhes.

“The Trick Side Of Some Songs” inicia – e depois termina – com “Near-Brain Damage”, uma referencia direta ao Pink Floyd que já começa com a capa do EP (baseada numa ilustração de Ricardo Chucky com montagem de Netto Cruanes e design de Audrey Sarraceni). Aqui os músicos cantam em uníssono uma letra escrita por Fabio Caldeira explicando o porquê de terem feito esse EP. Segundo Fábio, nessa letra “tem até dicas sobre nosso disco novo”.

Ainda de acordo com Fábio Caldeira, o Yes é uma das bandas que os integrantes do Maestrick mais gostam e não poderia estar fora do EP. “Como não tínhamos ideia de qual música faríamos, optamos pelo medley”, contou. Referencias a vários clássicos do Yes estão aqui, como “Soon”, “Close To The Edge” e “Roundabout”, além de “Changes”, que apesar de fazer parte de um disco controverso da banda inglesa, “tem uma divisão rítmica muito interessante”. Mas o inesperado está em “Give Love Each Day”, do álbum “Magnification”, o último gravado com Jon Anderson e todo orquestrado, o preferido de Fábio.

A pedido do SESC, o Maestrick fez uma apresentação especial executando na íntegra o disco conceitual “Queen II”, do Queen. Tornou-se óbvia a decisão de incluir uma dessas músicas no EP, somado ao fato que o Queen é outra grande influência do Maestrick.
“A nossa ideia era fazer outro medley com essas músicas do disco, mas decidimos dividir em duas faixas para que não ficasse cansativo. A “Ogre Battle” possui uma pegada mais metal, enquanto que “The Fairy Fellers Master Stroke” tem tudo a ver com o Maestrick, por ter uma ligação forte com várias formas de arte”.

“Aqualung” e “While My Guitar Gently Weeps” são duas músicas que o Maestrick já tocava, eventualmente, à sua maneira, em seus shows. Já a versão para “Rainbow Eyes”, do Rainbow, que aparece como bônus em “The Trick Side Of Some Songs”, havia sido lançada anteriormente na ocasião do aniversário de cinco anos da morte de Ronnie James Dio. A música inclusive ganhou um videoclipe com participação da Orquestra Belas Artes.

Apesar do Maestrick atualmente permanecer como trio, “The Trick Side Of Some Songs” teve todas as guitarras gravadas por Rubinho Silva, que também acompanhou recentemente o Maestrick em sua aplaudida apresentação no La Plata Prog Festival na Argentina.

“The Trick Side Of Some Songs” já está disponível para download gratuito no site oficial do grupo e numa limitada edição em formato físico.

Maestrick_Capa EP_The Trick Side of Some Songs_Low

TRACKLIST:

1- Near-Brain Damage
2- Yes, It’s a Medley!
3- The Ogre Fellers Master March – Part I: The Battle
4- The Ogre Fellers Master March – Part II: The Fairy and The Black Queen
5- Aqualung
6- While My Guitar Gently Weeps
7- Near-Brain Damage (Reprise)
8- Rainbow Eyes (Bonus Track)

FORMAÇÃO:

Fabio Caldeira (vocal e piano)
Renato “Montanha” Somera (baixo e vocal)
Heitor Matos (bateria e percussão)

DISCOGRAFIA:

Unpuzzle (2011)
The Trick Side Of Some Songs (2016)

ENDEREÇOS OFICIAIS NA INTERNET:

Site Oficial
Facebook
Twitter
Youtube

DOWNLOADS:
 
– FOTOS
– MÚSICAS
– LOGO
– CAPA

VÍDEOS